sexta-feira, 23 de maio de 2014

Dançando


Ela resolveu encarar o monstro
Arranjou espada feita de fé
Armadura blindada por esperança
Cavalo que cavalgou
Incessantemente até encarar
de frente e no olho.

Ela respirou novo folego
Arranjou sorriso feito de sol
Sonho pintado de azul
 Momento que pairou
Intensamente no espaço do procurar amar
de peito aberto recebeu a enxurrada da vida.


E sentiu tudo quando dançou
Sentindo ela também sofreu
Sofreu porque amou
Amou segurando o momento
com todas as suas forças.
E dançou pra vida
Sendo aplaudida efusivamente
pela Alegria   de saborear momento.

Graci Bijega






Um comentário: