sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Infinitude ...

**estrela central da nebulosa bug

Infinitude : qualidade de ser infinito

Infinito : Não finito , que não tem um fim , absoluto , eterno , que a razão humana não pode medir ..

Eu fecho bem meus olhos , e roubo todas as cores do sol tingindo o céu de manhã, eu me sinto inteira , eu não preciso de grana , eu não preciso de tudo nem de muito , o simples e básico já é o meu sublime , eu não mereço nada , mas você me dá o tudo ... em sua voz sem palavras eu encontro o absoluto .

Absoluto é sua totalidade , sua perfeição em minha bagunça pessoal ,sua arte de me fazer inteira onde antes só havia partes de me entregar a mim mesma mais uma vez , de me trazer novamente na aurora , matizando em mim as varias cores da vida , a infinitude do instante , a eternidade do momento, o absoluto no segundo , as inumeráveis vezes que você esta ao meu redor e em tudo ,o seu eterno amor ,o que a razão humana jamais conseguira alcançar


É você soprando sobre mim novamente ...





























domingo, 10 de janeiro de 2010

Nostalgia ...


Aquela nostalgia voltou para incomodar na minha porta ,ela bate bate bate repetidas vezes nas tardes vazias até eu abrir , ela bate na musica antiga que eu escutei, no meu livro empoeirado que eu abri ,na foto que eu achei guardada na ultima gaveta , no cheiro da chuva , na carta guardada .

Eu ajeito o meu quarto quando eu não tenho nada para fazer , para matar o tempo , eu tiro poeira das coisas e mudo tudo de lugar , e eu sempre acabo encontrando a nostalgia em baixo da poeira , quando eu arrumo tudo e deito na minha cama para ler alguma coisa ou simplesmente esperar a tarde passar ela esta no meu lado e isto me assombra , eu começo a pensar em tudo e sempre acabo adormecendo quando toca uma musica mais lenta no radio que sempre esta ligado.

Eu desejaria ser mais forte lutar contra minhas pálpebras e perguntar o que afinal a dona nostalgia veio fazer aqui , será que ela não vê que eu não gosto de sentir saudade , mas que eu amo relembrar o que não volta mais , a gente nasce cresce fica velhinha e morre acho que deveria ser ao contrário deveríamos estar com o vigor da juventude na terceira idade ai então a gente seria esperto o bastante para aproveitar o que de melhor a vida nos tem para dar .
(obs ** a de listras sou eu me partindo de rir )